VOLTAR

A índia foi surrada e expulsa do hospital. E morreu pouco depois.

Jornal da Tarde
28 de fev de 1977

O Médico Ildevar Munim expulsou a índia Suruí Berekedá do Hospital São Luiz, de Cacoal (RO), afirmando que "não temos lugar para índio nesse hospital". Berekedá estava sofrendo complicações pós-parto e foi em seguida levada para Porto Velho, mas morreu no caminho. A índia revelou que ficou três dias no hospital sem receber qualquer medicamento e ainda foi surrada. Delegado da Funai afirma que vários índios têm sofrido maus tratos no hospital São Luiz.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.