VOLTAR

Incra Belém assina convênio para recuperar estradas da Reserva Extrativista de São João da Ponta (PA)

Incra - http://www.incra.gov.br
07 de Dez de 2012

Usuários da Resex Extrativista de São João da Ponta, no nordeste paraense, ganharam um presentão de Ano Novo. A Superintendência Regional do Incra em Belém (SR-01) e a prefeitura municipal assinaram um convênio, no valor de mais de R$ 2 milhões, para a recuperação de 42,2 km de estradas vicinais no interior dos 3.203 hectares da Resex. A unidade de conservação ambiental, criada pelo Ibama em 2002, foi reconhecida pelo Incra, em 2005, como beneficiária do Plano Nacional de Reforma Agrária (PNRA).

Para o prefeito de São João da Ponta, Nelson Santa Brígida, o convênio representa um presente de Ano Novo não somente para as 1.236 famílias usuárias da Resex, mas para todo o município. Na avaliação de Santa Brígida, as estradas vão contribuir para dinamizar a economia local, ao viabilizar o escoamento da produção agrícola e extrativista da resex para as feiras livres de Belém e municípios do entorno.

Além do extrativismo, com destaque para a coleta de caranguejo, as principais atividades econômica na resex são a pesca artesanal e a agricultura familiar, com cultivo do abacaxi e legumes.

A falta de infra-estrutura em estradas é uma das principais dificuldades que o município enfrenta, diz o prefeito. Com o investimento do Incra na recuperação das vicinais da Resex, os usuários vão ter acesso mais rápido para quase todos os municípios vizinhos.

"A estrada vicinal vai diminuir em 30 quilômetros a distância entre São João da Ponta e Belém do Pará, varando pela PA-140 (rodovia estadual que integra municípios da região do Salgado)", observou Nelson Santa Brígida.

Animado com a assinatura do convênio, o prefeito já pensa em fazer mais dois acordos com o Incra, até o final de 2012, para a construção de três trapiches e seis micro-sistemas de abastecimento de água em comunidades da Resex.

http://www.incra.gov.br/sr01/index.php?option=com_content&view=article&…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.