VOLTAR

Inaugurada primeira loja de madeira certificada da América Latina

Amigos da Terra-São Paulo-SP
17 de jan de 2003

Evento de inauguração foi marcado pela presença de Marina Silva

A Ecoleo, primeira loja de madeira certificada da América Latina, foi inaugurada ontem em evento em São Paulo. A loja, pertencente ao grupo Leo Madeiras, é voltada para o varejo e permite agora que também os pequenos consumidores dos setores moveleiro e da construção civil tenham acesso a madeiras provenientes de planos de manejo florestal sustentável. A empresa recebeu a certificação FSC no final do ano passado.
O evento de inauguração foi marcado pela presença da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e contou ainda com a participação de diversos representantes do governo e de entidades ambientalistas. Estavam presentes ao evento: Mary Allegretti e João Paulo Capobianco, respectivamente, secretários de Coordenação da Amazônia e de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente; Ivan Carvalho, secretário adjunto de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento; Garo Batmanian, presidente do Conselho Brasileiro de Manejo Florestal; Roberto Messias, secretário do WWF-Brasil; entre outros. Luiz Fernando Antonio, diretor do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP representou o empresariado paulista.

Em discurso durante o evento, o presidente da Leo Madeiras, Helio Seibel, destacou a necessidade de manter a sustentabilidade do seu próprio negócio. "Estamos absolutamente convencidos da viabilidade técnica e econômica da utilização de nossos recursos florestais e ao mesmo tempo da perpetuação de nossas florestas", disse Seibel.

Após os discursos, Marina Silva e Helio Seibel marcaram a inauguração da loja plantando uma muda de árvore.

A Leo Madeiras se associou ao Grupo de Compradores de Produtos Florestais Certificados em fevereiro do ano passado e, desde então, se comprometeu a promover o uso e comercialização de produtos certificados pelo FSC. O grupo foi criado em 1999 e é administrado por Amigos da Terra - Amazônia Brasileira.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.