VOLTAR

ICMBio terá uma Coordenação Regional por região. A do Sudeste ficará em São Paulo

((o))eco - http://www.oeco.org.br/
Autor: Daniele Bragança
18 de fev de 2020

As mudanças na estrutura do Instituto Chico Mendes, responsável pela gestão das unidades de conservação e de 14 centros de pesquisas, já estão sendo discutidas. Na semana passada, o governo extinguiu seis das onze coordenações regionais do ICMBio. As cinco que sobraram passaram a ser chamadas de Gerências Regionais. Nesta terça-feira (18), ((0))eco teve acesso a imagens da reunião na sede do ICMBio, que definirá o novo desenho do órgão.

Já está praticamente certo de que as novas Gerências Regionais terão sede em Santarém/PA (Norte), Cabedelo/PB (Nordeste), Goiânia/GO (Centro-Oeste), São Paulo/SP (Sudeste) e Florianópolis/SC (Sul).

As Coordenadorias Regionais (CRs), agora Gerências Regionais, são responsáveis por apoio às Unidades de Conservação, autorização para licenciamento ambiental e aprovação de ações de fiscalização.

Antes, divididas em 11 coordenadorias, o número de área protegida por Coordenação Regional não ultrapassava 41 unidades de conservação. Com o novo desenho, podem chegar a mais de 120 UCs. Ainda não tem como saber quantas UCs estarão em cada gerência, pois há unidades de conservação que abrangem mais de um estado/região. O que se pode garantir é que as regiões Norte e Nordeste serão os mais afetadas, tanto por serem maiores, quanto por terem mais áreas protegidas para cuidar.

https://www.oeco.org.br/blogs/salada-verde/icmbio-tera-uma-coordenacao-…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.