VOLTAR

ICMBio leva cidadania a moradores do sudoeste paraense

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/
02 de dez de 2011

A equipe do ICMBio acaba de realizar uma ação de cidadania e meio ambiente no distrito do Creporizão, município de Itaituba, no Sudoeste do Pará. O distrito se localiza no extremo leste da Floresta Nacional do Crepori, ao fim da Rodovia Transgarimpeira, onde a principal atividade econômica está relacionada com o garimpo de ouro.

Trata-se de uma das comunidades inseridas na área de influência da Rodovia BR-163, que abriga o maior conjunto de áreas protegidas do país. Outras UCs relacionadas com o distrito são a APA do Tapajós, a Floresta Nacional Jamanxim e os parques nacionais do Rio Novo e Jamanxim.

Durante a ação foram disponibilizados serviços de emissão de documentos, cadastramento em programas de assistência social, orientação com relação à seguridade social, audiências judiciais conciliatórias - incluindo uma adoção -, atendimento médico e odontológico, palestras educativas e oficinas. As atividades foram realizadas nas 11 salas da escola municipal da comunidade e em cinco tendas montadas no local pelo 53o Batalhão de Infantaria na Selva, do Exército.

O ICMBio, responsável pela organização do evento, contou com apoio e participação direta de mais de 20 instituições. Para o transporte dos equipamentos e das equipes foram necessários quatro viaturas, dois ônibus e um caminhão do Exército, que percorreram mais de mil quilômetros de estradas praticamente sem pavimentação e em más condições agravadas pelas chuvas.

No Espaço ICMBio, foram disponibilizados folders de divulgação e mapas plastificados de localização das unidades de conservação da região, além de camisas de divulgação do evento e das UCs. Também foram realizadas duas oficinas de desenho e educação ambiental e projeção de vídeos socioeducativos. Nesse espaço a população local contou ainda com apoio dos analistas para localizar nos mapas suas casas e verificar se elas estão no interior de alguma UC.

Na sala de palestras, o ICMBio fez uma apresentação conjunta com Ibama e Departamento Nacional de Produção Mineral - DNPM sobre o tema "Mineração e licenciamento ambiental no interior de unidades de conservação". Devido à demanda, a apresentação teve que ser repetida no dia seguinte, reunindo representantes de todos os órgãos responsáveis pelo assunto para sanar dúvidas dos profissionais de garimpo.

Ainda com foco nos garimpeiros, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) realizou palestra sobre associativismo e cooperativismo a fim de orientar as recentes iniciativas de formação de cooperativas na região. Para os produtores rurais, foi realizada pela escola técnica estadual uma apresentação de sensibilização para implantação de sistemas agroflorestais, cabendo ao PrevFogo realizar palestra sobre prevenção a incêndios florestais. Por fim, foi oferecido pelo Senar curso de implantação de viveiros de mudas, já que a escola local vai construir um deles.

A iniciativa marcou todo o distrito do Creporizão. As pessoas se comoviam em ver tantos órgãos presentes disponibilizando serviços e realizando atividades há muito tempo esperadas. Para o NGI de Itaituba, considerando o mapa das UCs e as diversas comunidades existentes no seu interior e entorno, fica claro que o papel do ICMBio nessa região é bem mais amplo que a preservação e conservação da biodiversidade. É preciso integrar as populações locais ao processo de gestão dessas áreas, sendo fundamental para isso apoiar a garantia dos seus direitos básicos como cidadãos. Nossos colegas do NGI afirmam que essa primeira experiência servirá de inspiração para muitas outras.

http://www.icmbio.gov.br/portal/comunicacao/noticias/20-geral/2389-icmb…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.