VOLTAR

Guaranis burlavam a fiscalização jesuítica

Jornal do Brasil (RJ)
16 de jun de 1993

Apesar de todo o rigor adotado nas Missões, os jesuítas não conseguiam impedir que os Guarani mantivessem seus costumes. Hoje, investiga-se a realização, às escondidas e nas próprias missões, de festas com muita bebida. Por meio de pesquisas arqueológicas que vêm sendo realizadas nas ruínas jesuíticas do RS, foram descobertos vários potes de cerâmica que, supõem-se, seriam usados nas comemorações Guarani.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.