VOLTAR

Grupo extrativista de Prainha vai expor artesanato e derivados da mandioca na Agrifal

gência Pará de Notícias - http://www.agenciapara.com.br/
Autor: Kenny Teixeira
16 de set de 2014

Artesãos da Comunidade Santo Antônio do Rio Tamuataí, na Reserva Extrativista (Resex) Renascer, localizada no município de Prainha, no oeste do Pará, já estão se preparando para comercializar cerca de 100 peças artesanais e produtos derivados da mandioca na Feira da Agricultura Familiar da Amazônia Legal (Agrifal), promovida pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), que vai acontecer no município de Santarém, no período de 26 a 30 de novembro próximo.

Acompanhados por técnicos da Emater, 25 agricultores familiares - que formam o Grupo Tamuá - já estão confeccionando as peças, feitas de talos de inajá e cipós graxana e titica. Entre as peças estão abajur, porta oferta (item religioso), vassoura, matapi (armadilha para capturar camarão) e cesto. Eles produzem para atender encomendas e participar de feiras e outros eventos comerciais e de divulgação.

Uma das coordenadoras do grupo, Ivonete Queiroz, conta que o "Tamuá" já tem experiências consolidadas na área de divulgação. As peças, segundo ela, já foram expostas em vários países, como Itália e Alemanha. "Pra gente, que produz, é sempre uma excelente oportunidade expor nossos produtos, já que angariamos recursos para a comunidade. É mais material e mais ferramentas, e ainda dividimos o lucro entre os produtores", destacou Ivonete, que junto com os demais artesãos quer formar uma cooperativa mista.

Para o engenheiro agrônomo Sérgio Mieli Miranda, da Emater, que atende a comunidade Santo Antônio, junto com o técnico Marlon Duarte, o trabalho da empresa é oferecer assistência técnica para consolidar a organização social do grupo. "Eles já são atendidos há mais de 10 anos, e nós identificamos a potencialidade produtiva deles. Assim, estamos incentivando os artesãos a produzir e divulgar esse trabalho. Os levaremos para Santarém prestando total apoio", informou Sérgio Mieli Miranda.

Além das peças de artesanato, o grupo vai expor a produção dos derivados da mandioca, que tem grande produção na Resex, como o beiju mimoso - feito com goma, em tamanho menor, de massa fofa e leve -, o beiju cica - mais amarelado, leve e bem torrado - e farinhas. "Já temos tradição na produção. Agora Santarém vai poder conhecer esses produtos durante a Agrifal", disse o técnico.

http://www.agenciapara.com.br/noticia.asp?id_ver=105122

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.