VOLTAR

Gestão participativa da Flona Amapá é debatida com comunitários

Ibama/AP
Autor: Patrícia Sullivan
07 de ago de 2006

Macapá (07/08/06) - Em reunião ocorrida no dia 27 de julho, a Superintendência do Ibama no Amapá e a organização ambientalista Instituto de Estudos Sócio Ambientais (IESA) apresentaram aos moradores e comunitários do entorno da Floresta Nacional (Flona) do Amapá o projeto - Flona do Amapá: fortalecendo sua gestão participativa-, financiado pelo Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA). O evento foi realizado na base do Ibama na unidade de conservação, entre os rios Araguari e Falsino e contou com o apoio da Secretaria de Saúde de Porto Grande e do 34o Batalhão de Infantaria de Selva (BIS).

Executado pelo Ibama por meio do Convênio 019/2005 - FNMA/MMA e tendo o IESA como proponente, o projeto foi elaborado para viabilizar a gestão participativa na Flona do Amapá. Inicialmente foram feitos estudos sobre as características do meio ambiente e das populações residentes, bem como promovida a integração destas por meio de metodologias participativas. O objetivo é selecionar representantes institucionais que serão capacitados para implantar e conduzir as atividades do Conselho Consultivo da Flona do Amapá. Eles irão divulgar as ações do projeto, contribuindo para a elaboração e execução do plano de manejo da Flona. O plano de manejo é o documento que irá nortear as atividades a serem desenvolvidas na área protegida.

A atividade mobilizou cerca de quarenta pessoas, pertencentes às famílias residentes na região, promovendo a socialização e a troca de experiências para a população da área, que ainda vive isolada e com pouco acesso aos serviços públicos. Na ocasião foram escolhidos os representantes dos moradores do interior e entorno imediato da área protegida que irão participar da construção do diagnóstico socioeconômico e ambiental, juntamente com representantes de outras localidades, associações e poder público dos municípios da área de abrangência da unidade de conservação.

Criada pelo Decreto-Lei Federal no 97.630, de 10 de abril de 1.989, com área de 412.000 ha, a Flona do Amapá é uma unidade de conservação de uso sustentável situada na parte central do Estado, abrangendo áreas dos municípios de Ferreira Gomes, Amapá e Pracuúba, tendo grande influência nos municípios de entorno: Porto Grande, Serra do Navio, Pedra Branca do Amaparí e Tartarugalzinho. Tem um elevado potencial madeireiro e não madeireiro, com espécies de grande valor comercial, faltando ainda um estudo mais específico sobre a dinâmica ou o potencial de manejo florestal sustentado. Atualmente faz parte do sistema de áreas protegidas do Amapá, tendo como limite o Parque Nacional (Parna) Montanhas do Tumucumaque, sendo uma das unidades integrante do Corredor da Biodiversidade.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.