VOLTAR

Geógrafo faz alerta sobre os riscos do desmatamento no Parque Nacional do Catimbau, em Pernambuco

Ambiente Brasil - http://noticias.ambientebrasil.com.br
Autor: Danielle Jordan
20 de nov de 2009

Um estudo realizado pelo professor adjunto do Departamento de Ciências Geográficas da Universidade Federal do Pernambuco, Ruy Pordeus, revela que o grande desmatamento no entorno da "Pedra do Cachorro" no Parque Nacional do Catimbau, em Pernambuco, pode acelerar a erosão eólica em sua base e causar ravinamentos em suas encostas.

O parque abriga diversos sítios arqueológicos, de acordo com o geógrafo. A degradação pode representar riscos também para o patrimônio histórico ali existente, com vestígios da passagem humana há mais de dois mil anos.

Pordeus destaca que o monumento "Pedra do Cachorro" foi esculpido naturalmente em rocha arenítica. A vegetação do entorno serve como proteção, "mesmo durante a estação seca a vegetação permanece com toda sua vitalidade, devido ao poder de armazenamento de água que possui a rocha arenítica, impedindo o desgaste pela ação dos ventos", disse.

Sem essa vegetação, o desgaste é acelerado. O professor alerta que é necessária a intervenção do poder público no parque, para que esse processo possa ser revertido.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.