VOLTAR

Funasa descarta que índios tenham morrido por causa da gripe suína

Agência Brasil - www.agenciabrasil.gov.br/noticias/2009/08/14/materia.2009-08-14.7802539445/view
Autor: Juliana Maya
14 de ago de 2009

Brasília - As regionais da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em Roraima e no Pará descartam que recentes mortes de indígenas tenham sido causadas pelo vírus Influenza H1N1.

De acordo com a regional responsável pelo Distrito Yanomami, em Roraima, o indígena que morreu no último dia 7 não estava infectado com influenza A (H1N1) - gripe suína. Segundo a Funasa, o laudo médico não apontou nenhum sintoma da doença e a morte foi causada por uma pneumonia.

Ainda segundo o órgão, a pessoa que acompanhou o Yanomami durante sua internação também não apresentou sintomas de gripe, e o estado de Roraima, até o momento, não tem nenhum outro caso suspeito da doença entre indígenas.

No estado do Pará, outra suspeita de infecção pelo vírus Influenza H1N1 foi descartada. A vítima é uma indígena de 24 anos, da etnia Anembé. A jovem morreu na última segunda-feira (10), grávida de oito meses. O bebê também morreu.

Segundo a Funasa no Pará, o Instituto Evandro Chagas já encaminhou o pré-resultado do exame, constatando que a causa da morte não foi influenza A (H1N1) - gripe suína. O resultado final ainda é aguardado pela Funasa, para confirmar a suspeita de que a jovem tenha morrido de pneumonia. Até o momento, o estado do Pará não registra casos suspeitos da doença entre índios.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.