VOLTAR

Funai desconhece presença de mineradora em área indígena

O Estado de São Paulo
03 de abr de 1976

Embora confirmada, em São Luiz, por funcionários da delegacia regional da Funai, o general Ismarth de Araújo Oliveira, presidente do órgão, afirmou ontem, em Brasília, que não tem conhecimento da presença da Companhia Mineradora Baldin, ligada ao ex-presidente do órgão, general Bandeira de Melo, na área habitada pelos índios Ka'apor.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.