VOLTAR

Funai ainda não conseguiu localizar índio-estudante

Folha da Tarde (São Paulo-SP)
07 de mai de 1981

José Nabor Cruz, da etnia Tuxá, que estudava e trabalhava em Brasília, está desaparecido há 37 dias e a Funai não tem nenhuma pista de seu paradeiro. Esta é a segunda vez que um indígena desaparece em Brasília, da Casa do Índio. Em 1979, aconteceu o mesmo com um Kayapó, que até agora não foi encontrado.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.