VOLTAR

Formação intercultural e bilíngue para professores indígenas

Página 20 (AC) - http://www.amazonia.org.br/noticias/noticia.cfm?id=346208
26 de fev de 2010

A Secretaria de Estado de Educação, por meio da Coordenação de Educação Indígena, realiza desde a última segunda-feira (22), no município de Plácido de Castro, a 10ª etapa do Curso de Formação Intercultural e Bilíngue de Professores Indígenas. A ação faz parte de uma das políticas públicas que está sendo construída no diálogo entre o governo do Estado e as comunidades indígenas.

A capacitação conflui com o Plano de Metas "Todos pela Educação", estabelecida pelo Decreto n 6.094 de 24 de Abril de 2007, e é parte integrante do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). Os cursos resultam da conjunção de esforços técnicos e financeiros da União, governo do Acre e municípios do Estado.

O evento, que se estende até o próximo dia 1, reúne 223 professores indígenas das etnias Puyanawa, Nukini, Nawa, Shawãdawa, Jaminawa Arara, Apolima Arara, Manchineri, Shanenawa, Ashaninka, Madija, Katukina, Yawanawa, Shanenawa e Jaminawa.

Considerando a diversidade sóciocultural e linguística dos professores, os docentes estes sendo distribuídos em espaços formativos distintos, onde refletirão sobre temas como: Cultura, Língua indígena, Sociedade, Meio Ambiente e Saúde. Os debates serão mediados por especialistas com amplo conhecimento sobre tais temáticas que constituem questões de relevância para a construção dos projetos de futuro dessas comunidades indígenas.

Durante a realização do curso, os professores indígenas têm acesso a atendimento médico e participarão de atividades lúdicas desenvolvidas pela coordenação do evento. Essas atividades contam com apoio da prefeitura de Plácido de Castro, FUNASA, Secretaria de Saúde, Fundação Elias Mansur, Fundação Garibaldi Brasil e SETUR.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.