VOLTAR

Festa de índios termina com 11 assassinatos

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro-RJ)
21 de dez de 1993

Festa organizada pelo seringalista Manoel Capivara Campelo numa aldeia Kulina do Rio Juruá, a 1500 km de Manaus, terminou em conflito no qual 11 índios foram assassinados a bordunadas e golpes de facão. Campelo, que praticava comércio clandestino com os índios, fez farta distribuição de cachaça antes dos incidentes na madruga anterior.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.