VOLTAR

EUA apontam fronteira brasileira como área para expansão do narcotráfico

Folha de S.Paulo (São Paulo - SP)
07 de dez de 2000

Projeções do governo norte-americano aponta para a região chamada Cabeça do Cachorro na fronteira do Brasil com a Colômbia, como área d e"potencial espalhamento" do plantio da coca e rota importante de fornecimento de produtos químicos brasileiros usados na produção da cocaína para a Colômbia.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.