VOLTAR

Estratégias de inclusão social de jovens da Juréia são desconsideradas

comciencia.br
09 de mai de 2003

Há cerca de quatro anos, moradores locais, ONGs, representantes do governo e pesquisadores da USP e da Unicamp, tornaram-se parceiros na busca por criar rotas possíveis de convivência da mata e da comunidade que vive no entorno da estação Ecológica Juréia-Itatins, no litoral sul do estado de São Paulo. Uma das estratégias que surgiu na década de 90 é a monitoria ambiental, que visa proporcionar aos jovens da região espaços de formação, de atuação profissional e de geração de renda, a partir do turismo ecológico e educação ambiental. Porém, conhecimentos e práticas desses jovens monitores têm sido desconsideradas por órgãos gestores, devido à persistência da idéia de que a conservação da natureza só é possível sem a presença humana. http://www.comciencia.br/noticias/2003/09mai03/jureia.htm

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.