VOLTAR

Espírito Santo receberá verba para conservação ambiental

ES Hoje - http://eshoje.com.br/
Autor: Bárbara Caldeiras
13 de set de 2018

Espírito Santo receberá verba para conservação ambiental
13 de setembro de 2018

Bárbara Caldeiras

O Espírito Santo deve receber um apoio de R$ 1,6 milhão (divido com Minas Gerais e São Paulo), para serem aplicados em seis propostas que abrangem natureza. Em todo o país, 16 estados além do Distrito Federal, vão receber R$ 4,3 milhões destinados a 21 projetos e programas sociais. Os valores serão recebidos por meio de edital lançado pela Fundação Grupo Boticário.

No Espírito Santo, a iniciativa aprovada visa à recuperação das condições naturais da Ilha da Trindade. A ação prevê uma contribuição efetiva para a restauração do ecossistema, deixando um legado formal para a conservação da ilha, gerando visibilidade em escala nacional para a biodiversidade existente no local e trazendo subsídios para o zoneamento e gestão das Unidades de Conservação recém-criadas.

O projeto aprovado foi o "RETER-TRINDADE: Recuperação do Ecossistema Terrestre da Ilha da Trindade visando evitar a extinção de espécies ameaçadas" e é realizado no Espírito Santo pela Fundação de Apoio à Universidade do Rio Grande.

Em Minas Gerais foram aprovadas três iniciativas de conservação: "Desenvolvimento de produtos turísticos de observação da natureza como estratégia para sustentabilidade financeira da RPPN Feliciano Miguel Abdala, Minas Gerais", "Elaboração do Plano de Manejo do Monumento Natural Estadual da Serra da Piedade (MONAESP), em Minas Gerais: Uma Nova Abordagem para a Gestão Compartilhada, Uso Público e Conservação Ambiental em Unidades de Conservação" e "Implementação das Ações Prioritárias do Plano de Ação Nacional (PAN) Pato Mergulhão Mergus octosetaceus, 2018-2022".

No estado de São Paulo, um dos projetos abrange áreas de prevenção a continuidade de uma articulação realizada em março deste ano pela SAVE Brasil, que solicita a criação de uma Unidade de Conservação para a proteção da espécie. Outro ponto visa entender os hábitos perceptíveis dos anfíbios, as baixas densidades populacionais e lacunas no conhecimento da história de vida das espécies, característica fundamental na avaliação do status de ameaça. Além de indicar locais de criação de unidades de conservação para a proteção do gênero.

http://eshoje.com.br/espirito-santo-recebera-verba-para-conservacao-amb…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.