VOLTAR

Encontro entre professores discute língua e cultura indígena no Acre

Agência de Notícias do Acre - http://migre.me/kSj3
Autor: Ernani Baracho, assessoria SEE
20 de fev de 2010

Representantes das 14 etnias participam do evento

O município de Plácido de Castro vai sediar a partir desta segunda-feira, 22, a 1 de abril a décima etapa do Curso de Formação Intercultural e Bilíngue de Professores Indígenas. A qualificação é promovida pela Secretaria de Estado de Educação (SEE), por meio da Coordenação de Educação Indígena. O evento reunirá 223 professores indígenas das 14 etnias do Acre.

O encontro abordará os seguintes temas: Cultura, Língua indígena, Sociedade, Meio Ambiente e Saúde. Considerando a diversidade sociocultural e linguística dos professores, eles serão distribuídos em grupos distintos, sendo acompanhados por especialistas com amplo domínio das temáticas, que constituem questões de relevância para a construção dos projetos futuros dessas comunidades.

Na qualificação, os docentes também terão a oportunidade de receber orientação técnica ministrada por profissionais da SEE sobre a Política Nacional de Educação Especial e de como identificar e trabalhar com crianças portadoras de necessidades especiais. A iniciativa visa sensibilizar os professores quanto sua atuação diante dos alunos portadores de alguma deficiência.

Outro ponto alto do encontro será a discussão mediada pelo professor indígena e mestrando da Universidade de Brasília (UnB) Joaquim Mana sobre o acordo ortográfico dos povos Huni Kui(Kaxinawa), que correspondem a 50% da população de índios no Estado. Devido estarem espalhados por terras indígenas e situações sociolinguísticas diferentes, os Huni Kui necessitam do acordo para elaboração de material didático.

"Esperamos, com essa formação, fazer uma reflexão sobre a escrita e as línguas, pois tudo isso se resume na valorização das culturas desses povos. Por conta de nosso atendimento e respeito com os povos indígenas, o Acre avançou muito em relação a outros Estados", comenta a coordenadora de educação indígena, Socorro Oliveira.

Durante a realização do curso, os professores terão acesso a atendimento médico e participarão de atividades lúdicas desenvolvidas pela coordenação do evento. Essas atividades contam com a parceria da Prefeitura de Plácido de Castro, Funasa, Secretaria de Saúde, Fundação Elias Mansour, Fundação Garibaldi Brasil e SETUR.

A décima etapa do Curso de Formação de Professores Indígenas vai ao encontro com do Plano de Metas "Todos pela Educação" e é parte integrante do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). Os cursos resultam da conjunção de esforços técnicos e financeiros da União, Governo do Estado e municípios.

De acordo com o último censo escolar, o Acre possui mais de cinco mil estudantes indígenas matriculados em 163 escolas da rede estadual de ensino, que estão distribuídas pelas etnias Puyanawa, Nukini, Nawa, Shawãdawa, Jaminawa Arara, Apolima Arara, Manchineri, Shanenawa, Ashaninka, Madija, Katukina, Yawanawa, Shanenawa e Jaminawa.

Serviços:

Local: Plácido de Castro (Pousada da Floresta)

Abertura: 22 fevereiro (segunda-feira)

Hora: 8 horas

Coordenadora: Socorro Oliveira

Contato: (68) 9978-6030

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.