VOLTAR

Empresário quer novo órgão para Amazônia

O Estado de S.Paulo (São Paulo - SP)
11 de mar de 1977

O presidente da Associação dos Empresários da Amazônia, João Carlos Meirelles, primeiro convocado para prestar depoimento da CPI que investiga os problemas fundiários no País, afirmou que a inexistência de uma política fundiária correta, aliada à falta de mecanismos que apressem a colocação em uso de terras com configuração jurídica perfeita, tem afastado empresários e estimula a ação de grupos nocivos nas áreas de ocupação pioneira.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.