VOLTAR

Em Manaus, Bolsonaro se diz favorável à exploração mineral e legalização do garimpo

Roma news https://www.romanews.com.br/
25 de jul de 2019

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) discursou na Superintendência da Zona Franca de Manaus, nesta quinta-feira, 25, e disse que a região sofreu com o que chamou de "indústria da demarcação de terras indígenas", ocorrida em governos anteriores. Para ele, os índios brasileiros ficaram reclusos como se fossem "um ser humano da pré-história".

Bolsonaro afirmou intenção de "legalizar o garimpo" na região e de permitir que empresas estrangeiras possam explorar as riquezas da Amazônia, em parceria com companhias brasileiras.

"Queremos integrar o índio e fazer o casamento do meio ambiente com o progresso", disse o presidente, ao participar da abertura da 287ª reunião ordinária da Suframa. "Lamentavelmente, veio a indústria da demarcação das terras indígenas, tornando o índio recluso, como se fosse um ser humano da pré-história", apontou.

O chefe do Executivo, afirmou que há tudo "para fazer da região um marco econômico do país". "Temos uma área riquíssima e ninguém mais tem o que nós temos aqui", completou.

Ao discursar, Bolsonaro fez elogios a ex-presidentes militares, como o general Castelo Branco e Ernesto Geisel, que criaram respectivamente a Zona Franca de Manaus e a BR-319, que liga a capital manauara a Porto Velho (RO). O presidente disse também essa rodovia será asfaltada, mesmo com todas as dificuldades econômicas vividas pelo governo.

https://www.romanews.com.br/noticias/em-manaus-bolsonaro-se-diz-favorav…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.