VOLTAR

Em Barra do Garças, o xavante está cercado

Folha de São Paulo (São Paulo-SP)
Autor: Ricardo Kotscho
17 de mar de 1980

Em Barra do Garças (MT), o conflito fundiário envolvendo fazendeiros, posseiros, a Funai e cerca de mil e quinhentos Xavante de 25 aldeias, agrava-se a cada dia.
A tensão se agravou com a demarcação e ampliação das terras xavante, que consequentemente desapropriou 1,2 milhões de hectares dos latifundiários da região. Desde então, líderes políticos ligados aos interesses dos fazendeiros e das empresas agropecuárias mobilizam a opinião pública contra os Xavante, acusando a Funai de incentivá-los a invadir propriedades. O resultado desta campanha é a crescente violência contra a comunidade indígena, que não consegue mais utilizar dos serviços públicos de Barra do Garças devido a hostilidade dos moradores.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.