VOLTAR

Denúncia de índios movimenta federais

O Estado de S. Paulo (São Paulo - SP)
29 de jun de 1977

Índios Xokleng denunciam madeireiros por exploração ilegal em suas terras. Além da extração da madeira, o grupo indígena percebeu a criação de uma estrada de sete quilômetros dentro da mata virgem. O cacique Voia Paté, junto a membros da etnia, prendeu seis empregados da madeireira Tost impedindo também a retirada de caminhão, tratores e serras do local. Índios também acusam Ari Martins, chefe do posto da Funai, de ser cúmplice da invasão. O cacique comunicou que, depois de se reunir com o restante do grupo, foi decidido o pedido de emancipação da condição de índios, alegando que eles são considerados incapazes pela legislação vigente. O grupo acredita que a emancipação, em conjunto com a divisão e distribuição de lotes aos índios, afastará a espoliação da própria Funai. Para o presidente da Funai, o pedido aconteceu por decorrência de pressões dos madeireiros.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.