VOLTAR

Criticado na Funai bispo de Dourados

O Estado de S.Paulo, p. 9 (São Paulo - SP)
16 de abr de 1976

O chefe da Delegacia Regional da Funai em Campo Grande, Gerson Alves da Silva, criticou o bispo de Dourados, D. Theodardo Leintz, por ter encaminhado à presidência da República uma carta denúncia que acusava Idewar Sardinha, chefe do Posto Indígena de Dourados, de haver praticados irregularidades em sua gestão. A denúncia foi feita pelo indígena Cláudio de Souza, que afirmou que Sardinha mantinha um relacionamento paternal com indígenas Terena, enquanto maltratava indígenas Guarani Kaiowá.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.