VOLTAR

Coronel não responde ao Cimi

O Estado de S. Paulo (São Paulo - SP)
28 de jan de 1979

Coronel Hércio Soares Gomes, membro da Divisão de segurança e Informação do Ministério do Interior, não respondeu a acusação do CIMI sobre estar pressionando etnia Xokleng a se retirar do posto de Ibirama (SC). De acordo com o CIMI, a Funai está sendo repressiva com índios que se manifestaram contrários ao órgão. A nota divulgada pelo CIMI afirma que o coronel, junto a agentes da Polícia Federal, esteve em Ibirama para pressionar o índio Lino Nuncfore a abandondar a área. Em reação ao ocorrido, um grupo Xokleng está disposto a migrar para outro local em busca de tranquilidade. Para o CIMI, a repressão contra o grupo pode resultar no etnocídio do povo Xokleng.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.