VOLTAR

Convenio com governo japones vai despoluir a Represa Billings

OESP, Cidades, p.C5
11 de mar de 2004

Convênio com governo japonês vai despoluir a Represa Billings
A prefeitura de São Bernardo do Campo assinou ontem um convênio com o governo japonês para revitalizar, em sete anos, a região da Represa Billings. O projeto de despoluição, chamado de Brasil/Japão: Projeto Ecológico Billings Mais Vida, será bancado pelo Japan Bank of International Cooperation. As cifras podem chegar a R$ 200 milhões.
O acordo prevê a troca de experiências e transferência de tecnologia entre técnicos japoneses e brasileiros. A equipe internacional tem o prazo de um ano para elaborar um projeto. A idéia, segundo a prefeitura de São Bernardo, é atuar em todas as áreas do manancial que foram invadidas.
De acordo com o prefeito Willian Dib, a proposta não é remover a população das áreas ecológicas, mas transformar essas regiões e fazer um acordo para que o número de casas não cresça.
No entanto, Dib admite que alguns moradores podem ser transferidos para outros lugares. Outros também terão de ajudar a bancar parte do projeto, como foi o caso da Estação de Tratamento de Esgoto do Pinheirinho - moradores da beira da Billings contribuíram para pagar o sistema e tiveram sua moradia regularizada.
Os trabalhos de campo da equipe que vai elaborar o projeto devem começar hoje. De acordo com Dib, a prefeitura já tem estudos da região e fotos aéreas. "Agora, temos de ver qual a melhor solução para cada uma das áreas invadidas."

OESP, 11/03/2004, p. C5

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.