VOLTAR

Contrabando farmacológico na Amazônia

O Globo (Rio de Janeiro - RJ)
Autor: ALVARENGA, M. Octávio
06 de jul de 1998

Os predadores amazônicos, que predicam o desenvolvimento sustentável, fazem uma parceria antinacional com laboratórios farmacêuticos que importam matéria-prima e conhecimentos armazenados há milênios pelos povos que vivem na Amazônia. Deve-se tomar cuidado com a globalização enquanto justificativa para esses contrabandos.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.