VOLTAR

Conflito entre os índios culinas matou 3 crianças

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro-RJ)
22 de dez de 1993

Três crianças - de 7 e 8 anos e um bebê de um mês - foram vítimas do conflito entre os índios Kulina, no município de Eitunepé, segundo informou o administrador da Funai em Manaus. De acordo com o delegado de Polícia do município, os indios beberam álcool puro e a embriaguez causou o conflito. A Funai divulgou a lista de 11 mortos. A bebida foi dada aos índios pelo comerciante Manoel Capivara Campelo. O conflito começou quando o índio Petrônio matou sua ex-mulher, Cozy, a golpes de facada. O índio Chico Lopes, que tentou socorrê-la, foi morto em seguida. Perseguido por outros Kulina, Petrônio armou-se a passou a atirar a esmo.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.