VOLTAR

Concurso de frase premia jovem índio da aldeia Kopenoti de Avaí

JC Net
Autor: Davi Venturino
03 de Mar de 2008

O concurso de frases sobre o meio ambiente, promovido pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa) junto com a comunidade indígena, premiou o jovem Paulo Matheus, 10 anos, aluno da aldeia Kopenoti, na Reserva Indígena de Araribá, em Avaí (39 quilômetros de Bauru).

A frase criada por ele, e escolhida entre os dez trabalhos finalistas do concurso, foi: "Quem não respeita a natureza não se respeita". Como prêmio, ele ganhou uma bicicleta. O concurso de frases envolveu cerca de 80 crianças de duas escolas indígenas, uma localizada na aldeia Ekeruá e outra, na aldeia Kopenoti. "A frase selecionada foi estampada em uma camiseta verde com o nome do projeto, nas costas, e a frase na frente, com os créditos do aluno", ressalta a enfermeira Eunice Pinheiro de Lima Orti, coordenadora da equipe da Funasa.

Ela explica que o concurso de frases é uma das etapas dos trabalhos que vêm sendo desenvolvidos em conjunto com as lideranças indígenas e a cooperação da Prefeitura de Avaí.

"É um projeto grande, que vem sendo trabalhado desde 2002. E essa questão de meio ambiente, com ações mais efetivas envolvendo escolares e a comunidade indígena, vem sendo feita desde 2006", revela.

Segundo Orti, uma das propostas é melhorar o entorno das minas de água, para melhorar a captação. "O objetivo é fazer a irrigação em hortas e pomares. É uma necessidade aumentar a oferta de água em Araribá", diz a enfermeira.

Visando esse objetivo, mudas de árvores estão sendo plantadas no entorno de uma mina. "Nós fizemos expedições com os alunos, fomos até a mata ciliar do rio Batalha para que eles fizessem coleta de sementes e, depois, o plantio. Nós temos mais de 8 mil mudas feitas, sendo que muitas foram plantadas no entorno de uma das minas", detalha a coordenadora. "Eles vão produzir mais porque ainda é necessário muita coisa para melhorar esse meio ambiente",
completa.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.