VOLTAR

Comunidades indígenas de Roraima estão quase livres da febre aftosa

Boa Vista online
27 de out de 2007

BOA VISTA - Mais de 80% do gado das comunidades indígenas de Boa Vista já foi vacinado contra a febre aftosa. A campanha começou no dia 15 outubro e até a próxima terça-feira (30), vai percorrer as ultimas quatro aldeias que possuem bovinos.

No total deverão ser vacinadas cerca de 4 mil cabeças de gado. Neste sábado (27), técnicos da Secretaria Municipal de Gestão Ambiental e Assuntos Indígenas (SMGA) e da Associação dos Povos Indígenas da Terra Indígena São Marcos (APTISM) farão os trabalhos nas comunidades Truarú da Serra e Serra da Moça. A ultima comunidade atendida será o Lago da Praia. De acordo com o Gestor de Assuntos Indígenas da SMGA, Eliander Trajano, é primeira vez que o município assume esse trabalho.

As comunidades indígenas mantém rebanhos coletivos e individuais. A pecuária de propriedade coletiva é coordenada pelo tuxaua. Eliander Trajano afirma que os profissionais encarregados de aplicar a vacina são preparados para atender aos dois tipos de cultura.

A equipe da SMGA é formada por um agrônomo, dois técnicos em agropecuária, um veterinário e dois auxiliares de serviços. Um técnico da Associação dos Povos Indígenas São Marcos auxilia os funcionários municipais.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.