VOLTAR

Civilizados levam tudo de xacriabás em 3 séculos e até mudam sua denominação

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro - RJ)
04 de set de 1974

Indígenas Xakriabá, após dois séculos de contato com não-indígenas, perdem seus costumes, suas terras e parte da cultura imemorial da etnia. A Funai está atualmente levantando a situação desse povo, com o auxílio do antropólogo Romeu Sabará e de estudantes de Ciências Sociais da UFMG. O objetivo do governo é fixá-los em um único núcleo, pois atualmente estão dispersos por toda a região, e expulsar daquelas terras os grileiros e posseiros. A notícia também traz informações sobre a história do contato dessa etnia e o processo de grilagem que vem sofrendo.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.