VOLTAR

Cimi espera por números: sarampo

A Crítica (Manaus-AM)
27 de fev de 1992

O número de casos de sarampo entre os índios Kulina também é uma incógnita Egon Dionísio, do Cimi, ao comentar a situação desses índios, que estão estimados em cerca de três mil pessoas e passam por um processo de dispersão muito grande. Segundo Dionísio, o descaso com o interior pelos governos é o principal entrave para se ter acesso e informações sobre a epidemia de sarampo entre os Kulina.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.