VOLTAR

Cidade Solar consolida ação do Governo para estimular geração de energia limpa em MS

Imasul MS - https://www.imasul.ms.gov.br/
Autor: Publicado por: Marcelo Armôa
12 de dez de 2019

Cidade Solar consolida ação do Governo para estimular geração de energia limpa em MS

Campo Grande (MS) - A inauguração da Cidade Solar na manhã desta quinta-feira (12) no município de Jaraguari, consolida a ação do Governo do Estado, por meio da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) para estimular o uso de fontes renováveis na geração de energia limpa em Mato Grosso do Sul.

Essa é a avaliação do secretário Jaime Verruck, da Semagro, que acompanhou o governador Reinaldo Azambuja e o secretário Eduardo Riedel, da Segov, em agenda comemorativa ao aniversário do município de Jaraguari e participou da inauguração da Cidade Solar. O empreendimento, da Solar Energy Brasil, foi financiado pelo FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste), incentivado pelo Governo do Estado e é um modelo pioneiro de geração de energia solar fotovoltaica no país.

Sua capacidade de geração é de 6 MW ano de energia limpa, o que equivale ao consumo de 7200 casas populares no ano. Na área, de 18 hectares, estão sendo instalados 18 mil paineis fotovoltaicos que vão atender à demanda de energia elétrica de 122 clientes em todo o Estado, principalmente micro e pequenas empresas.

"É uma visão estratégica. A gente entende que priorizar a geração de energia limpa, renovável, é contribuir para questão ambiental, para a sustentabilidade de Mato Grosso do Sul, do Brasil e do mundo", afirmou o governador Reinaldo Azambuja durante o evento.

O secretário Jaime Verruck lembrou que "o Estado definiu como estratégia a questão da energia limpa e para isso teve de tomar uma série de atitudes. A primeira foi a isenção de ICMS na compra das placas, importadas ou não. Num outro momento, revimos a questão da compensação ambiental. Hoje, todos os projetos de geração de energia solar fotovoltaica não pagam a compensação, pois entendemos que a própria geração de energia limpa já é uma medida compensatória. Também trabalhamos no FCO e neste ano de 2019, cerca de R$ 200 milhões foram contratados pelo setor Rural e Empresarial para a instalação de paineis fotovoltaicos".

De acordo com o titular da Semagro, o estímulo à geração de energia limpa em Mato Grosso do Sul é estratégico para a administração estadual. "Queremos reposicionar o Estado como gerador de energia. Já temos um grande número de empreendimentos de geração de energia de biomassa, mas a energia solar fotovoltaica só responde por 0,9% do total de energia gerada no Estado. Precisamos ampliar essa matriz por meio do incentivo e de política pública. Nossa meta é chegar a 5% em quatro anos, com energia solar fotovoltaica e eólica", acrescentou.

O diretor-presidente da Solar Energy, Hewerton Elias Martins, explicou que a Cidade Solar "é uma fazenda de geração de energia. A energia que é gerada é inserida no sistema e o cliente pode abater o valor na conta. Esse dinheiro que o empresário economiza é investido no próprio negócio e movimenta a economia da cidade e do Estado".

Segundo Hewerton, "aqui não tem somente tecnologia, mas também um know how de inteligência de negócio que foi desenvolvido em Mato Grosso do Sul. Hoje somos exportadores de know how e tecnologia. Esse modelo de condomínio está sendo copiado em outros Estados". Ele lembra que a segundo ele, a Cidade Solar gerou 60 empregos diretos. As placas, que foram importadas da China, têm durabilidade estimada de, pelo menos, 25 anos.

A empresária Sônia Frainer, uma das clientes da Cidade Solar, comentou a importância de sua empresa investir na geração de energia limpa e os benefícios para o meio ambiente e as finanças. "Em primeiro lugar, nossa empresa é bastante consciente de que temos de contribuir com o meio ambiente, por isso optamos pela utilização de uma energia limpa. E temos também a economia que estamos tendo no consumo de energia. Fizemos um investimento, que já está se pagando, o retorno é real. Aumentamos agora a nossa produção e já estamos cobrindo a nossa demanda de energia", afirmou.

A inauguração da Cidade Solar também contou com a participação do secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, do diretor-presidente do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), André Borges, dos prefeitos de Jaraguari e Rio Verde, respectivamente, Edson Rodrigues Nogueira e Mário Kruger, do assessor técnico da Semagro, Edmir Bosso, além de vereadores e empresários.

https://www.imasul.ms.gov.br/cidade-solar-consolida-acao-do-governo-par…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.