VOLTAR

Chefe da Funai acusa o Cimi de instigar índios

O Estado de S.Paulo (São Paulo - SP)
20 de jun de 1980

O chefe do posto da Funai de Caieiras Velha, ES, acusou ontem o Cimi de instigar os indígenas Tupiniquim e Guarani a realizar por conta própria a demarcação de suas terras. A alegação dos indígenas é de que a Funai decidiu reduzir o tamanho de sua área em benefício da Aracruz Celulose. O coronel Nobre da Veiga, presidente da Funai, estará hoje em Porto Alegre para instalar nova Delegacia Regional do órgão, que terá sob sua jurisdição as etnias Guarani e Kaingang, como parte do convênio com o governo do Rio Grande do Sul. O coronel também recebeu ontem apoio do sertanista Apoena Meirelles e dos delegados Dinarte Nobre Medeiro e José Carlos Alves.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.