VOLTAR

Capacitação continuada fortalece educação indígena em Boa Vista

Folha de Boa Vista - http://www.folhabv.com.br/fbv/noticia.php?id=59665
09 de abr de 2009

Uma das prioridades educacionais da Prefeitura de Boa Vista neste ano é a melhoria na qualidade de ensino nas comunidades indígenas do município. Para isso, é oferecida orientação pedagógica mensal para os 25 professores que atuam nas comunidades.

Neste mês, a capacitação acontece na próxima segunda-feira (13), das 8h às 12h, no espaço multicultural Antonio Ferreira de Souza, na Orla Taumanan. O grupo aprenderá a fazer um relatório descritivo e avaliar as miniconferências que estão sendo realizadas nas comunidades, além dos temas debatidos durante a I Conferência Municipal de Educação Escolar Indígena, realizada no mês de março.

Os professores também assistirão a uma palestra e a um vídeo sobre a situação mundial da água e quais os motivos para a redução do consumo. O tema foi escolhido em alusão ao Dia Mundial da Água, comemorado dia 22 de março.

O treinamento é realizado durante um dia, geralmente no final de cada mês. Nos dois primeiros meses de 2009, os educadores aprenderam sobre planejamento, combate ao tráfico de animais silvestres e prevenção à dengue.

A Coordenação de Educação Indígena da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC) também oferece durante o mês, atendimento individual por comunidade. Para ser atendido é preciso fazer o agendamento.

O acompanhamento é realizado na sede da Secretaria e aborda assuntos como análise curricular, condições da infra-estrutura da escola e suas instalações, planejamento pedagógico e administrativo, diário de classe, como estão sendo desenvolvidas as aulas, se há alguma dificuldade e quais os projetos didáticos para a classe.

A intenção é auxiliar o professor indígena nas dificuldades diárias, pois a estrutura da educação indígena é diferenciada, respeitando a cultura e os costumes de cada comunidade. As comunidades atendidas pela Prefeitura são: Vista Alegre, Vista Nova, Ilha, Morcego, Bom Jesus, Truaru da Cabeceira, Darora, Serra da Moça, Milho, Lago Grande e Campo Alegre.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.