VOLTAR

Calangos do sertão

Gazeta de Alagoas - Maceió, AL
Autor: Ana Márcia
22 de abr de 2000

Os índios Kalankó mudaram de identidade para sobreviver e recuperam sua etnia. Eles vieram do tronco pankararu, de origem pankararé, e estão em condições sociais miseráveis em Alagoas. Dependendo de um levantamento étnico-histórico para serem reconhecidos e obterem a demarcação de sua terra indígena, os Kalankó sofrem com a seca, o Mal de Chagas e a mortalidade infantil. Apesar disso, realizam seus rituais sagrados e fortalecem sua luta pelo reconhecimento.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.