VOLTAR

BNDES atende o campo e libera exigência ambiental

OESP, Economia, p. B2
24 de fev de 2020

BNDES atende o campo e libera exigência ambiental

O CAR é o maior inventário ambiental do País e o Ministério da Agricultura tem usado os dados do cadastro para mostrar que a produção brasileira é sustentável

O status de "pendente" no Cadastro Ambiental Rural (CAR) não será mais empecilho para produtores rurais contratarem linhas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Resolução da instituição de fomento, com base em orientação do Banco Central, agora permite que interessados financiem máquinas agrícolas, por exemplo, mesmo sem ter o CAR validado - ou seja, "pendente". Tal medida foi tomada para não prejudicar 6 milhões de proprietários rurais que preencheram o CAR, mas aguardam sua aprovação final pelo Ministério da Agricultura, que ainda busca uma tecnologia para fazer isso eletronicamente. O BNDES explica à coluna que, "caso eventualmente seja atestada irregularidade, o CAR será suspenso ou cancelado, tornando o produtor rural inelegível ao crédito".

Contra críticas
O CAR é o maior inventário ambiental do País e o Ministério da Agricultura tem usado os dados do cadastro para mostrar que a produção brasileira é sustentável. Em evento neste mês, em Brasília, a ministra Tereza Cristina prometeu trabalhar "firme" para pôr em funcionamento o CAR e o Código Florestal. "Vamos calar a boca do mundo", disse sobre as acusações feitas à agropecuária lá fora.

Dono da terra
Entre as questões que só serão resolvidas após a validação dos cadastros está o tamanho da terra declarada como propriedade rural, mas sobreposta com áreas indígenas ou de conservação. O governo estuda uma ferramenta que analise o CAR eletronicamente para eliminar rapidamente a fila dos 6 milhões de produtores, que vem se somar a outras filas que se alongam, como a do INSS e a do Bolsa Família.

Diversifica
O aporte de R$ 1,5 bilhão do BNDES para projetos de investimento e aquisição de máquinas e equipamentos foi comemorado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). "Mais recursos em condições atrativas significam melhores oportunidades para o produtor investir em tecnologia e ampliar produtividade", diz Alfredo Miguel Neto, vice-presidente da Anfavea. Para atender às grandes feiras de máquinas agrícolas neste semestre, o BNDES antecipou de 10 para 3 de março o início das contratações do BNDES Crédito Rural.

Engatinha
A agricultura digital alcança somente 11% das fazendas no Brasil, mostra estudo da Kleffmann, antecipado à coluna. No Sul e Sudeste, a adoção dessas tecnologias chega a 10% da área, enquanto no Centro-Oeste e Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), o porcentual é de 16%. A pesquisa ouviu mais de 2,5 mil produtores em dez Estados.

Organiza
Como grande parte dos softwares usados está ligada a equipamentos, o parque de máquinas mais novo e tecnológico do Centro-Oeste e Matopiba influencia o maior uso de produtos digitais, conta Carla Vaselli, gerente de conta da consultoria Kleffmann. A vantagem da agricultura digital para gestão de dados em áreas extensas e o grande número de fazendas que usam tecnologia intensivamente no centro-norte também contribuem para a adoção.

OESP, 24/02/2020, Economia, p. B2

https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,bndes-atende-o-campo-e-l…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.