VOLTAR

Atlas revela que Amazônia poderá desaparecer em futuro próximo

EBC - http://www.ebc.com.br
Autor: Allan Walbert
04 de dez de 2012

Organizações da sociedade civil que compõem a Rede Amazônica de Informação Socioambiental Georreferenciada (Raisg) lançaram nesta terça-feira (4) o atlas 'Amazônia Sob Pressão'. O documento, que faz uma revisitação dos dados sobre desmatamento na região, traz dados alarmantes e aponta que a Amazônia pode desaparecer em um futuro próximo.

Em um período de dez anos, entre 2000 e 2010, cerca de 240 mil km² de floresta amazônica desapareceram. Para se ter uma ideia dessa dimensão, o território equivale a todo o Reino Unido ou quase o área total do estado de São Paulo. No lugar de paisagens marcadas por mananciais de água doce, fauna e flora que figuram entre as mais ricas do mundo, surgem áreas secas, desertificadas e quase sem vida.

Saiba mais

Acesse o atlas completo, disponível apenas em espanhol

Planos para conectar Atlântico ao Pacífico ameaçam Amazônia (http://pib.socioambiental.org/en/pt/pt/noticias?id=119386&id_pov=136)

As principais ameaças identificadas pelo estudo e que podem se tornar "pressões" no futuro se não houver políticas de enfrentamento expressivas são: estradas ou multimodais; petróleo e gás; mineração; hidrelétricas, desmatamento e focos de calor." Se todos os interesses econômicos que se sobrepõem se concretizarem nos próximos anos, a Amazônia vai se tornar uma savana com ilhas de floresta", diz o coordenador-geral da RAISG, Beto Ricardo, do Instituto Socioambiental do Brasil.

Recorte do estudo

O atlas 'Amazônia Sob Pressão' traz estudos com base em 55 mapas, 61 tabelas, 23 gráficos, 16 boxes e 73 fotografias. São 68 páginas com os recortes geográficos da Amazônia, o Amazonas de cada país, áreas naturais protegidas, bacias hidrográficas e territórios indígenas.

Para efeitos de estudo, a Amazônia da publicação é apresentada como:

- Área de extensão de 7,8 milhões de km², com 12 macrobacias e 158 sub-bacias compartilhadas por 1.497 municípios e 68 departamentos (estados e províncias) de oito países.

- Abrange a Bolívia (6,2%), Brasil (64,3%), Colômbia (6,2), Equador (1,5%), Guiana (2,8%), Peru (10,1%), Suriname (2,1%) e Venezuela (5,8%), além da Guiana Francesa (1,1%).

- Área onde vivem 33 milhões de pessoas, sendo 385 povos indígenas.

http://www.ebc.com.br/noticias/meio-ambiente/2012/11/atlas-revela-que-a…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.