VOLTAR

Angra: projeto educacional em aldeia indígena no Bracuí é premiado

Diário do Vale (RJ) - http://diariodovale.uol.com.br/
11 de nov de 2010

O Projeto de Educação de Jovens e Adultos (EJA), desenvolvido pela Prefeitura de Angra na aldeia indígena do Bracuí, receberá a Medalha Paulo Freire. Concedida pelo Ministério da Educação, a premiação, é destinada às experiências de educação de jovens e adultos vinculadas à alfabetização, continuidade nos ensinos fundamental e médio, além de interface com o mercado de trabalho.

A entrega do prêmio está marcada para o dia 29 de novembro às 19h, durante a abertura da II Semana EJA, em Brasília (DF), com presença confirmada da secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Luciane Rabha. O prefeito Tuca Jordão ainda não confirmou a agenda.

O projeto - A iniciativa da Prefeitura de Angra, através da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, já formou duas turmas, uma em 2004-2007, com 15 participantes e a segunda em 2007-2010 atende atualmente 20 alunos. O objetivo do projeto EJA Guarani é proporcionar a formação em Ensino Fundamental aos agentes de saúde e de saneamento, além de professores, que pertencem às aldeias guarani Sapukai (em Angra), Itaxim, Araponga, Mamanguá e Rio Pequeno (em Paraty).

Os fatores considerados pelo Ministério da Educação foram a interculturalidade, ou seja, o diálogo com a cultura Guarani; e o caráter interinstitucional, pelas parcerias com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Universidade Federal Fluminense e Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), além das associações representantes das aldeias guarani.

http://diariodovale.uol.com.br/noticias/4,31175.html#axzz1Cp0PCl7G

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.