VOLTAR

Anai abre ação contra a Funai

O Estado de S. Paulo (São Paulo - SP)
12 de jan de 1979

Advogado e vice presidente da Associação Nacional de Apoio ao Índio (ANAI), Caio Lustosa, em nome de índio Kaingang entra com um mandado de segurança contra a Funai por conta da pretensão de derrubada de madeira da reserva indígena de Ibirama (SC). De acordo com Lustosa, os índios da região são totalmente contrários a venda da madeira. Em nota direcionada a imprensa, Funai explica que a madeira que será vendida faz parte da área da reserva que será inundada para a construção de uma represa, com a finalidade de normalizar da vazão de um rio. Ainda segundo o órgão, não há intenção de obter lucros com esse procedimento.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.