VOLTAR

Amazonas, novo centro da coca

O Estado de São Paulo (São Paulo-SP)
29 de dez de 1983

Populações índigenas do Alto Rio Negro veem o plantio de epadu como meio mais rentavél do que comércio de mandioca. Traficantes, principalmente colombianos, aproveitam-se das facilidades em obter a planta a partir dos indígenas brasileiros para produzir cocaína.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.