VOLTAR

Advogado aponta fraude no contrato com os gaviões

O Estado de São Paulo
29 de jun de 1979

Para o advogado Dalmo Dalari, o documento que os Gavião Parkatêjê foram coagidos a assinar é nulo, pois não faz qualquer referência ao valor da indenização a ser paga pela Eletronorte. Um contrato substitutivo será entregue amanhã ao presidente da Funai.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.