VOLTAR

Xucuru-kariri em busca da demarcação de território

Gazeta Web - http://gazetaweb.globo.com/
Autor: Jorge Vieira
07 de out de 2010

As comunidades Xucuru-Kariri estão realizando a sua 2ª Assembléia, entre os dias 9 a 11 do corrente mês, na aldeia Fazenda Canto, com o objetivo de fortalecer a organização e articulação internas, como também o apoio da sociedade, na busca da demarcação do território tradicional.

Como afirma o professor Gecinaldo Ferreira: o "O objetivo da Assembléia é reunir o povo indígena Xukuru - Kariri, para debater e criar estratégias para conseguir definitivamente a Demarcação e Homologação do Território tradicional, visando à distribuição e ocupação do solo de maneira que todos os indígenas do mencionado povo tenham a quantidade de terra suficiente para ser utilizada nas suas atividades produtivas, à preservação dos recursos ambiental e necessária a reprodução física e cultural."

O povo está localizado no município de Palmeira dos Índios, com uma população de mais de três mil pessoas e organizado nas comunidades Coité, Boqueirão, Fazenda Canto, Mata da Cafurna, Cafurna de Baixo, Amaro e Capela. Entretanto, em conseqüência do processo de expulsão que sofreu secularmente, parte significativa da população encontra-se espalhada pelas periferias das grandes cidades ou trabalhando em fazendas da circunvizinhança.

No primeiro dia, às 14horas, está previsto a chegada dos participantes e as boas vindas do cacique Antônio Ricardo, seguido do toré e a fala das lideranças sobre a importância da assembléia, a exemplo dos caciques Heleno Manoel, Manoel Messias, José Alex e José Bezerra.

No segundo dia, as atividades serão abertas com um ritual religioso, seqüenciado pelo relato histórico do Povo Xukuru - Kariri e da conjuntura política, seguido de apresentação das experiências de outros povos na luta pela demarcação de seus territórios. À tarde, a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) fará histórico dos cinco Grupos Técnicos (GT's) e o assessor jurídico do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), Sandro Lobo, falará sobre os direitos indígenas na Constituição Federal - Demarcação do território.

No último dia seguinte as mulheres farão um ritual, seguido da Leitura, discussão e aprovação do documento final. À tarde, a assembléia terá seu encerramento com uma celebração em memória de Maninha Xucuru e demais lideranças mortas na luta pela terra.

http://gazetaweb.globo.com/v2/noticias/texto_completo.php?c=214077

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.