VOLTAR

Viva Maria em Luto no samba e em Luta pela vida do povo Munduruku (PA)

Rádios EBC - https://radios.ebc.com.br/viva-maria
Autor: RAMOS, Adriana
27 de Mai de 2021

Viva Maria em Luto no samba e em Luta pela vida do povo Munduruku (PA)
Edição de hoje presta homenagem ao sambista Nelson Sargento e fala sobre solidariedade ao povo indígena Munduruku

Viva Maria
No AR em 27/05/2021

Luto no samba, festa no céu! Isso porque diante da morte de Nelson Sargento na manhã desta quinta-feira (27), a Rainha Beth Carvalho, Cartola e tantos outros sambistas da Estação Primeira que habitam a catedral da paz, a esta altura, já devem estar com a bandeira verde e rosa em punho para coroar a chegada de um verdadeiro baluarte dessa escola que mais do que nunca, na batida mais forte da marcação, faz do tamborim, poesia, paixão e saudade.

Amor sem fim é a marca da imensa nação mangueirense, que tem na voz da querida Alcione a reverência e a homenagem que queremos prestar ao sambista Nelson Mattos, de nome artístico Nelson Sargento! Graças a Carlos Fernando, assessor de imprensa da nossa Marrom, Viva Maria conseguiu ouvi-la sobre o presidente de honra da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira.

Ouça o programa no player acima.

Alcione e Nelson Sargento

O programa fala também sobre a tensão na vida do povo Munduruku, que sofreu mais um ataque ao seu povo num episódio de violência na nossa Amazônia, protagonizado por garimpeiros que atacaram nesta quarta-feira (26) a aldeia na Terra Indígena Munduruku, em Jacareacanga (PA), na região do Tapajós. A ambientalista Adriana Ramos, do Instituto Socioambiental (ISA), se une na solidariedade e no protesto contra tais violências nesta edição do programa. Acompanhe!

TAGS: NELSON SARGENTO POVO MUNDURUKU
Criado em 27/05/2021 - 16:51 e atualizado em 27/05/2021 - 16:40 - Episódio Viva Maria em Luto no samba e em Luta pela vida do povo Munduruku (PA)

https://radios.ebc.com.br/viva-maria/2021/05/viva-maria-em-luto-no-samb…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.