VOLTAR

Usina quer pôr fim à paz e alegria dos Kayabi e Apiaká

Porantim
01 de abr de 1985

A reportagem trata da luta dos índios Kaiabi e Apiaká contra a construção da usina hidrelétrica no Salto Grande (ou Salto Kayabi), no rio dos Peixes. Fazendo um panorama da situação histórica do salto e da demarcação das terras indígenas, apresenta a dimensão sagrada da região onde será construída a usina, a partir do relato de um mito.
As principais lideranças indígenas do Mato Grosso se reuniram no Salto Kayabi, onde foi discutida a necessidade urgente de impedir a construção da hidrelétrica. Estavam presentes representantes dos Kaiabi, Apiaká, Bororo, Bakairi, Iranxe Manoki, Kampa (AC), Myky, Nambikwara, Rikbaktsa (Canoeiro), Paresí, Terena (MS), Kayapó Metuktire (Txucarramãe), Umutina e Xavante.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.