VOLTAR

Usina poderá sair da reserva Kaiabi

Jornal do Commércio (Rio de Janeiro-RJ)
12 de abr de 1985

A mudança do local de construção da usina hidrelétrica, iniciada como canteiro de obras na terra dos índios Kaiabi e Apiaká, deverá ser estudada por uma comissão mista composta por representantes dos Ministérios do Interior, Minas e Energia, e Justiça. Os índios alegam que a hidrelétrica vai destruir uma cachoeira por eles considerada sagrada.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.