VOLTAR

Universidade de Brasília recebe congresso internacional de povos indígenas

Instituto Socioambiental https://www.socioambiental.org/
01 de jul de 2019

Entre os dias 3 e 5 /7, a Universidade de Brasília (UnB) receberá o mais importante evento acadêmico sobre povos indígenas da América Latina. Pesquisadores de oito países estarão reunidos no 3o Congresso Internacional Povos Indígenas da América Latina (Cipial), um evento científico, multidisciplinar e dedicado a promover diálogos interculturais e uma perspectiva comparativa sobre processos (históricos e contemporâneos) relativos aos povos indígenas no continente.

O tema central do 3o CIPIAL é "Trajetórias, narrativas e epistemologias plurais, desafios comuns". São esperados mais de 2,5 mil participantes, entre palestrantes, conferencistas e visitantes.

Esta é a primeira vez que o Cipial acontece no Brasil. A programação inclui mais de 60 simpósios temáticos e 20 atividades integradoras, como rodas de conversa, minicursos, oficinas e mostras artísticas e documentais. Também estão previstas conferências com intelectuais e ativistas indígenas de diferentes países, entre eles Ailton Krenak e Sônia Guajajara (Brasil), Ketty Marcelo López (Peru) e Oscar David Montero de La Rosa (Colômbia), além de um painel sobre expressões indígenas contemporâneas, com Eliane Potiguara (Literatura), Iván Molina Quéchua (Audiovisual), Jaider Esbell Makuxi (Artes Plásticas),

"O Cipial é um momento muito esperado pelos pesquisadores da área, porque é uma oportunidade para troca de resultados de pesquisa, experiências e também a construção de alianças para a defesa dos povos indígenas da América Latina", explica a coordenadora do evento, Mônica Nogueira.

https://www.socioambiental.org/pt-br/noticias-socioambientais/universid…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.