VOLTAR

Tribo dirá a Geisel que prefere a tutela

O Estado de São Paulo (São Paulo-SP)
Autor: Eliana Lucena
01 de mar de 1977

O vereador de Aquidauana, Jair de Oliveira, índio Terena filiado à Arena, pretende entregar ao presidente Geisel um pedido de toda a comunidade Terena para que seja adiada a emancipação do grupo. O ministro do Interior Rangel Reis afirmou que a política indigenista do atual governo é que, até o final da gestão, a Funai consiga liberar da tutela pelo menos um povo indígena. Os Terena, de contato antigo e bom entrosamento com a comunidade não indígena da região, seriam um dos primeiros candidatos a passar por tal processo.
O vereador, junto a outros representantes do povo Terena, alegou que, apesar de já estarem acostumados com o mundo da civilização branca, a perda do apoio tutelar da Funai será difícil devido à questões econômicas referentes à produtividade no campo agropecuário, o que implica em um baixo poder aquisitivo da comunidade indígena, e que dificultaria na competição com as populações do mundo civilizado. Os integrantes da Funai que trabalham nos postos da região acreditam que antes de se falar em emancipação, é necessário um amplo trabalho de desenvolvimento nas comunidades. Já antropólogos e indigenistas argumentam que a perda da tutela é um assunto que deve ser estudado com profundidade para que a experiência não venha a prejudicar uma das poucas comunidades indígenas brasileiras que não foi totalmente mutilada no decorrer da história do contato com o homem branco.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.