VOLTAR

Terena denuncia ONG por reter verba da comunidade

Correio Braziliense (Brasília-DF)
Autor: Nise Quintas
28 de mar de 1992

A comunidade indígena Terena da aldeia de Cachoeirinha, no Mato Grosso do Sul, entregou ao ministro do Meio Ambiente, Fernando Coutinho Jorge, denúncias contra o coordenador de Estudos e Pesquisas da Funai, Gilberto Azanha, que recebeu recursos da ordem de Cr$ 23 milhões para a ONG Centro de Trabalho Indigenista (CTI). Azanha é presidente licenciado do CTI, e, segundo os índios, não repassou a verba para aquela comunidade, como estava previsto no convênio assinado entre Ministério do Meio Ambiente e o CTI. O convênio em questão, na verdade, foi assinado entre o ministério, através da Fundação Nacional do Meio Ambiente (FNMA), e o CTI, para a execução do projeto "Agricultura Regenerativa e Agrosilvicultura entre os Terena". Já Gilberto Azanha se defendeu alegando que desde quando assumiu seu cargo na Funai, está licenciado do CTI, e tem somente acompanhado a execução do projeto, que, segundo ele, mal pôde ser iniciado devido a escassez dos primeiros recursos liberados pela FNMA.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.