VOLTAR

Tembés ameaçam pegar em armas para retirar invasores

O Liberal - Belém - PA
27 de abr de 2000

A reportagem relata um pouco dos acontontecimentos ocorridos em Porto Seguro, na Bahia, durante o movimento pelos índios no dia das comemorações de 500 anos do descobrimento do Brasil. Segundo Sérgio Tembé, porta-voz do povo Tembé, da reserva do Alto Rio Guamá, que há várias décadas tem suas terras invadidas sem cessar, depois da repressão à passeata dos índios pela polícia, a resoluçaõ a que chegaram eles é a criação de uma frente unifica dos povos indígenas no Brasil, composta de várias etnias, para lutar juntos contra os invasores e demais problemas de que são vítimas, com armas, se preciso. A reportagem se refere também ao protesto ocorrido em Belém , composto de vários povos do Pará, em resposta ao episódio de violência em Porto Seguro. Além disso, a reportgem trata também de uma avaliação feita pelo diretor-presidente da FNS, na qual atesta que a malária está fora de controle no Pará, e de um documento apresentado ao presidente Fernando Henrique Cardoso contendo 20 reivindicações, resultado da Confedência dos Povos e Organizações Indígenas no Brasil.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.