VOLTAR

Tembé se pintam para a guerra

O Liberal
Autor: Warner Filho
03 de jun de 1996

Depois de terem sido mantidos como reféns por posseiros em vila Livramento, dentro da reserva que lhes é destinada - a reserva do Alto Rio Guamá -, os índios Tembé dizem que não vão mais aceitar invasores. Segundo a reportagem, eles estão reunidaos desde sexta-feira decidindo o que fazer com a ocupação da reserva. Segundo Valdeci Tembé, que serviu de porta-voz do grupo, espera-se rápida resolução do governo federal, sendo este o único modo de evitar mais violência. Está marcada para hoje uma reunião em Belém entre representantes dos índios, representantes dos posseiros, da Funai e do Ibama, em mais uma tentativa de encontrar uma saída para o problema. O desentendimento, apesar de ser apenas uma das culminâncias de um conflito que se arrasta por décadas, começou depois que o Ibama liberou um carregamento de madeira extraída da reserva há vinte dias, depois de tê-lo apreendido.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.